Um escritório com uma estrutura de ponta é algo muito relativo, pois acredito que você, colega advogado(a), não sabe tudo que o mercado pode nos oferecer em termos de produtos jurídicos e como podemos utilizar a informática e a tecnologia em prol de nossos negócios.

Vamos lá! Trabalharei com meu caso! Advogamos para centenas de clientes, cuja maioria não me conhece pessoalmente. Isso prova que a credibilidade e o nome são bens de valor inestimável. Bom, como então fazer para advogar com sucesso, prestando um bom serviço, sem ter contato pessoal constante com o cliente? Esse é o segredo! Resumo em quatro palavras: organização, planejamento, dedicação e tecnologia.

Hoje como funciona a rotina de nosso escritório e a que recomendo para nossos leitores? O cliente liga e a secretária colhe todos os dados possíveis, insere em nosso sistema e, além disso, ao final de cada dia, me entrega uma lista impressa de potenciais demandas.

No dia seguinte, tenho o primeiro contato com o cliente! Conversamos por telefone ou videoconferência, e é nesse momento que você já sabe se é um cliente potencial que vai ser convertido ou não. Ato contínuo, em sendo produtivo o primeiro contato, é combinado e enviado ao cliente um e-mail com a apresentação do escritório e a proposta de trabalho.

É importante sempre manter a formalidade e ser gentil e fino na forma de redigir o e-mail e a proposta a ser enviada. É de fundamental importância que seja veiculada por um arquivo elegante, com sua logomarca, levando informações importantes para o cliente.

Outro ponto fundamental é saber delegar funções e cobrar o que foi incumbido. Não adianta centralizar tudo em você, pois, com o seu crescimento, você não vai dar conta. Por isso, com o aumento do número de ações e da equipe, organize quem vai ser o diretor jurídico, o advogado júnior, o advogado sênior e vá, de acordo com as competências de cada um, delegando funções.

Quando tiver alcançado esse patamar, reestruture o escritório. Estabeleça cargos. Na qualidade de presidente do escritório, terá uma equipe confiável para lhe ajudar a geri-lo e, com isso, poderá se reservar à responsabilidade de criações de teses, fazer os atendimentos aos clientes mais diferenciados ou cujo problema é desafiador. Afinal, sejamos sinceros: você não terá tempo para fazer de tudo sozinho quando seu escritório se tornar uma potência.

Muitas pessoas têm o hábito de deixar para cumprir no último minuto do segundo tempo um determinado prazo, fazer uma petição, um planejamento para uma reunião etc.

O advogado bem-sucedido deve ser organizado e sistemático com a disciplina e rigoroso com relação aos seus compromissos. Por isso indico que você, além de ter uma agenda, tenha uma secretária como assistente para que tudo saia perfeito e seja feito tudo com antecedência.

Não vou falar que é fácil, pois muitas vezes o excesso de atividades que devem ser executadas em um dia nos deixa meio perdidos e não conseguimos fazer nada. É aquela história: você acha que fez muita coisa, se cansou de trabalhar, mas, se analisar bem, não produziu nada.

Organize, então, em uma lista, as prioridades. Só passe para a seguinte depois que tiver finalizado a prioridade em andamento. De preferência, faça isso com a ajuda de um programa, seja em seu portal jurídico, seja em outro qualquer, pois, ao fazer essa organização em papel, chegará uma hora que você vai se confundir, isso se não perder suas anotações.

Faça um check list em um programa, eliminando, uma a uma, as atividades a serem realizadas.

SOBRE O AUTOR

Me chamo Alessandro Dantas, tenho 40 (quarenta) anos, me formei há 16 (dezesseis) anos e meu currículo pode se resumir da seguinte forma:

Sou especialista e mestre na área de Direito Público;

Tenho 18 (dezoito) livros publicados ligados ao Direito Administrativo;

Mais de 50 (cinquenta) artigos jurídicos publicados sobre o tema que atuo;

Coordeno, junto com dois outros profissionais de elite, uma coleção de livros jurídicos para uso profissional que terá mais de 50 (cinquenta) volumes;

Já concedi dezenas de entrevistas para diversos segmentos da mídia nacional (seja por rádio, televisão e jornal impresso), muitos facilmente encontrados na internet;

Sou professor de Direito Administrativo da Escola Superior de Advocacia do Estado do Espírito Santo;

Sou professor de Direito Administrativo da Escola Superior do Ministério Público do Estado do Espírito Santo;

Sou professor de Direito Administrativo da Escola Superior da Magistratura do Espírito Santo,

Sou professor de Direito Administrativo de renomados cursos preparatórios nacionais para concursos de carreiras jurídicas;

Fui coordenador e palestrante do Congresso Brasileiro de Concurso Público, do Seminário Avançado de Processo Administrativo Disciplinar e ministro e já ministrei diversas palestras nos maiores congressos sobre gestão pública do País

E, o mais importante, advogo para mais de 2.000 (duas mil) pessoas que são clientes de todos os Estados da Federação e já ganhei muitas causas bem complexas relacionadas à minha área de atuação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.